Sauna

A aplicação terapêutica da água no estado gasoso beneficia especialmente três partes do organismo:

  • vias respiratórias
  • pele
  • circulação sanguínea.

Os principais tipos de tratamentos com a água vaporizada são:

  Banho de Sauna a Vapor

Com o avanço tecnológico ocorrido nas últimas décadas, as saunas caseiras perderam o seu prestígio ao serem substituídas pelas industriais; entretanto, não perderam a sua eficiência.

Uso Medicinal:

É depurativo do sangue e excelente remédio contra a bronquite, o sarampo, a escarlatina e a rubéola. É também um calmante incontestável, limpa os poros e desobstrui os canais sudoríferos, permitindo aumentar assim a eliminação de toxinas. Não convém o uso prolongado (mais que 3 aplicações diárias de 5 minutos) aos que sofrem de hipertensão ou doenças cardíacas.

Equipamento necessário:

  • 1 Local adequado ao tratamento, pode ser banheira ou poliban fechado a vidro ou com cortina, com abertura em cima para não dificultar a respiração
  • 1 Placa elétrica ou botija de campismo com grelha própria para colocar a panela
  • 1 Panela média para ferver as ervas e produzir o vapor necessário
  • 1 Toalha de banho grande
  • 1 Banco ou cadeira de preferência com tampo perfurado

Modo de Fazer:

Coloca-se a panela na placa com a água e as ervas previamente escolhidas, posicionando-a de baixo do banco, liga-se a placa. Sentar sobre o banco, querendo pode utilizar a toalha para concentrar o vapor à sua volta sem que este se disperse. Aguardar que a água ferva e comece a vaporização. O tratamento deve ter a duração de 15 a 20 minutos, só após este tempo se deve desligar a placa. No espaço de tempo em que estiver a realizar o tratamento, deve-se ir ingerindo líquidos para compensar a sudação, tais como chás ou limonada adocicada com mel. Quando acabar o tratamento, deverá passar-se imediatamente por um duche de água morna-fria, dependendo do frio que conseguir aguentar. Evite ao máximo apanhar correntes de ar após o tratamento.

  Inalação

  Uso Medicinal:

  Produz no sistema respiratório os mesmos efeitos medicinais que a sauna. É expectorante e anti dispneica. Atua contra a rinite, a bronquite e a sinusite. Limpa os poros, eliminando os pontos negros.

Equipamento necessário:

– 1 Panela média para ferver as ervas e produzir o vapor necessário

– 1 Toalha de banho grande

– 2 Bancos ou cadeiras

  Modo de Fazer:

Ferver a água com as ervas, retirar a panela do fogão e colocá-la sobre um banco ou uma cadeira de modo a que não haja o perigo de se queimar. Depois debruçar-se sobre a mesma com a toalha a cobrir a cabeça e a panela de modo a limitar ao máximo as fugas de vapor ou entradas de ar vindas do exterior. Ao contrário da sauna não convém manter a panela a ferver pois o vapor torna-se muito quente e pode provocar queimaduras nas vias respiratórias, devido a estarmos a respirar o vapor muito próximo da panela.

  A diferença básica entre sauna a vapor e inalação está no fato de que a primeira possibilita o uso do vapor medicinal em todas as partes do corpo, exceto na cabeça, enquanto que a segunda é direccionada somente para o sistema respiratório, rosto e peito. O seu tempo médio é de 15 a 20 minutos. Use água morna-fria (consoante conseguir aguentar) no rosto e peito ao terminar o processo vaporizador. Evite ao máximo apanhar correntes de ar após o tratamento.